Xiaomi Black Shark 2 Pro é anunciado com Snapdragon 855+

Dispositivo é o segundo do mundo a ser equipado com o processador da Qualcomm

O negócio dos games não está mais restrito a computadores. Grandes nomes da indústria, como ASUS e Razer, já lançam, há alguns anos, smartphones especiais para esse tipo de prática. A chinesa Xioami não ficou pra trás e desenvolveu os dispositivos Black Shark e Black Shark 2. Agora, a versão 2 Pro chegou na China e promete não ser nada menos que um monstro para o segmento.

A principal e mais notável diferença entre o Black Shark 2 e o Black Shark 2 Pro é o processador. O lançamento é o segundo celular do mundo a receber o Qualcomm Snapdragon 855 Plus, ficando atrás apenas do ASUS ROG Phone 2 – concorrente que bateu recorde de pré-venda na China. Além disso, sua memória RAM é de 12GB e a tecnologia para armazenamento utiliza o UFS 3.0, um padrão de memória Flash que eleva ainda mais o desempenho do smartphone.

Especificações do Black Shark 2 Pro

O Black Shark 2 Pro melhorou a resposta de toque de sua tela de 6,39 polegadas, que agora tem uma latência de toque de 34,7ms contra a latência de 43,5ms do Black Shark 2. Para fotos, há uma pequena atualização na câmera secundária, que agora possui um sensor de 13MP, melhor que o sensor de 12MP da versão anterior. Em termos de software, não há muitos upgrades além do novo Black Space Dock 4.0, um modo de jogo que oferece melhor atuação.

Quanto ao design, o Black Shark 2 Pro tem uma traseira aprimorada para melhor adaptação às mãos do gamer e luzes de LED RGB que iluminam, de ambos os lados do dispositivo, o logotipo da marca na parte de trás. Os usuários poderão escolher entre as duas cores tradicionais – preto esverdeado (Electric Black) e branco prateado (Ice Ash) – ou, também, entre as cores azul, laranja e roxo vibrantes da Fantasy Edition. Para ainda mais opções, a Xiaomi lançará ainda três variantes de cores em uma parceria especial com LNG Esports, uma equipe chinesa de eSports.

O dispositivo será disponibilizado em duas opções de capacidade de armazenamento interno: 128GB ou 256GB. Para compra, os valores iniciam em 2.999 yuans chineses (aproximadamente R$1650 na conversão direta das moedas, sem adição de impostos) para o modelo inferior e 3.999 yuans chineses (aproximadamente R$2200) para o modelo superior.

Até então, apenas os usuários chineses terão a oportunidade de adquirir o smartphone a partir do dia 2 de agosto. Espera-se que, em breve, o dispositivo seja lançado, também, na Índia. Para os brasileiros que querem o máximo desempenho para jogos em mobile, a solução, por enquanto, é importar.

Fonte: pcworld.com.br