DeepNude prometia criar nudes falsos utilizando tecnologia deepfake. Criadores da ferramenta afirmam que suspensão acontece após pico de downloads, mas outras versões do mesmo app já estão na rede

O aplicativo DeepNude que prometia recorrer à tecnologia deepfake para criar imagens falsas de mulheres nuas já não pode ser mais baixado, pelo menos, por enquanto. O próprio criador da aplicação anunciou no Twitter, na última semana, a suspensão da polêmica ferramenta.

A decisão de fechar o programa foi publicada um dia após a reportagem do Motherboard denunciar o aplicativo como uma ferramenta que objetificava mulheres. De acordo com o Twitter oficial do app, o DeepNude ficou offline pois os servidores não suportaram o número alto de downloads que receberam.

“Precisamos consertar alguns bugs e recuperar o fôlego. Estamos trabalhando para tornar o DeepNude estável e funcionando. Estaremos de volta on-line, em breve, em alguns dias”, diz o tweet.

Os criadores do app dizem que o projeto foi criado exclusivamente para entretenimento e os criadores não imaginariam que fariam tantas vendas e tantos downloads.

“Pensamos que venderíamos alguma coisa todo mês, de um jeito controlado. Honestamente, o app não é bom, só funciona com algumas fotos particulares. Nunca pensamos que isso viralizaria e não conseguiríamos controlar os acessos”, afirmaram.

De acordo com o comunicado do aplicativo, os usuários que não atualizaram o app serão estornados.

Mas, de acordo com o The Verge, versões do aplicativo são facilmente encontradas na internet, com inúmeras cópias sendo compartilhadas em fóruns e redes sociais. O The Verge encontrou diversos links que oferecem downloads do DeepNude no app de troca de mensagens Telegram, o fórum 4chan, em descrições de vídeos do YouTube e até mesmo versões open source em repositórios do GitHub.

De acordo com uma reportagem do Motherboard uma versão atualizada do mesmo app estava sendo vendida em uma sala do Discord, por US$ 20. A versão atualizada, chamada de DeepNude V2 removia as marcas d’água e aparentemente era um software mais estável, mas não está mais disponível.

Fonte: itmidia.com