SpaceX lança Falcon 9 reutilizável com satélite de comunicação a bordo

Lançamento acontece três anos após explosão de foguete que levaria satélite da mesma companhia

SpaceX lançou ao espaço nessa terça-feira (6/8) um Falcon 9 que carregava o satélite AMOS-17 para a Spacecomm, operadora israelense de comunicações por satélite. O lançamento acontece três anos depois de uma tentativa fracassada da SpaceX de lançar um satélite da mesma companhia. Naquela ocasião, o foguete carregado explodiu junto com a carga avaliada em US$ 195 milhões.

De acordo com o TechCrunch, a SpaceX confirmou que, neste último lançamento, o Falcon 9 utilizou todo seu combustível para transportar o satélite, ou seja, não houve sobra de combustível suficiente para voltar a terra. A empresa chama essa estratégia de “modo descartável”. Mas garante que isso não será um prejuízo.

O satélite AMOS-17 foi desenhado e construído pela Boeing Satellite Systems, divisão espacial da fabricante de aeronaves, pesa 5500kg, usa dois painéis solares para recarregar suas baterias e vida útil do satélite é de 19 anos, de acordo com o Gunter’s Space Page. A principal função do satélite da Spacecom é fornecer acesso à internet de forma mais acessível, além de levar serviços de comunicações a regiões que possuem carência desses recursos na África, Europa e Oriente Médio.

A SpaceX conseguiu recuperar pelo menos uma, das duas carenagens de proteção da carga, que caiu no mar enquanto o Falcon 9 subia para o espaço. Para isso, a empresa amarrou uma rede gigante em estruturas de apoio e um navio exclusivo para essa missão. A outra metade caiu no mar. A SpaceX vai tentar recuperar a peça.

Fonte: itmidia.com