iPhone de 2021 deve vir com leitor biométrico ultrassônico sob a tela

A grande parte dos smartphones da nova geração conta com um sensor biométrico para maior segurança dos seus usuários – normalmente, a tecnologia fica localizada no botão principal da tela frontal dos aparelhos. E agora a Apple deve introduzir em seus celulares uma versão ainda melhor da tecnologia.

Segundo o analista de mercado Ming-Chi Kuo, a gigante de Cupertino vai implementar o Touch ID com um sensor biométrico, só que agora a tecnologia será dentro da própria tela sensível ao toque smartphone. As informações também indicam que a novidade seria usada em conjunto com o sensor de reconhecimento facial Face ID, para aumentar mais a segurança dos dispositivos e criar uma verificação em duas etapas. Isso diminuiria consideravelmente as chances de qualquer hacker invadir o aparelho.

O analista também indica que a nova tecnologia poderá ser usada no Apple Watch, que atualmente não possui opção de biometria ou reconhecimento fácil. Os usuários do relógio contam apenas com a senha de código para se certificarem da segurança do gadget.

Um dos maiores problemas em relação a introdução do sensor biométrico dentro da tela é a própria tecnologia, que ainda não está tão avançada em tal proporção. Atualmente os principais problemas para a implementação dessa opção são em relação ao alto consumo de energia, pequena área de detecção biométrica, dificuldade na produção, entre outras questões. Kuo afirma que em 2021 isso mudará, pois a Apple usará uma tecnologia ultrassônica para detectar as impressões digitais, assim como funciona no Galaxy S10 da Samsung.

Fonte: pcworld.com.br