É o fim do Dashboard no macOS Catalina

Quem usa Mac desde 2005 deve lembrar bem do Dashboard, um ambiente à parte do sistema operacional onde usuários podiam instalar e posicionar inúmeros widgets com funções das mais variadas — calculadora, conversor, previsão do tempo, notas em estilo Post-it, mini-calendário e por aí vai.

O Dashboard surgiu no Mac OS X 10.4 Tiger, em 2005, e até então quando invocado aparecia numa camada sobre tudo na tela. No Mac OS X Lion 10.7, em 2011, ele passou a funcionar “lateralmente”, como um Space à parte. Já no OS X Yosemite 10.10, em 2014, foi desabilitado por padrão no sistema operacional — mas ainda existia nele.

A partir deste ano, com o macOS Catalina 10.15, o Dashboard morreu de vez — até porque, imagino eu, boa parte dele era ainda escrita 32 bits, e o novo macOS será totalmente 64 bits.

Eu adorava e usava até hoje o Dashboard, mas a morte dele era mais do que natural e esperada. Todos os widgets que ainda existem foram criados e desenvolvidos há anos, e a Apple inclusive abandonou a “loja” de widgets pro Dashboard há muito tempo. É hora de seguir em frente.

Para quem tem inúmeras anotações registradas no Dashboard, não há com o que se preocupar: elas serão automaticamente importadas para o app Anotações do macOS (que também é antigo à beça, vale notar).

O substituto mais próximo que existe hoje no macOS ao Dashboard é a própria Central de Notificações lateral, que conta com “widgets” na aba Hoje. O conceito é bem diferente, mas na prática várias coisas funcionam de forma similar.