O Comitê de Inteligência do Senado dos EUA quer que as agências de inteligência dos EUA e o Pentágono divulguem todos os dados relacionados ao “fenômeno aéreo não identificado”, incluindo encontros incomuns da Marinha, informa o Politico .

O comitê, presidido pelo senador Marco Rubio (R-FL), votou a favor de uma provisão para estabelecer um debate público sobre como o governo dos EUA tem acompanhado os relatórios dos OVNIs. A disposição, incluída no projeto de lei anual de autorização de inteligência, deverá ser adotada por todo o Senado, de acordo com Politico .

“O Comitê continua preocupado com o fato de não haver um processo abrangente e unificado dentro do governo federal para coletar e analisar informações sobre fenômenos aéreos não identificados, apesar da ameaça potencial”, diz um relatório do comitê, obtido pelo Politico .

O comitê também descobriu que o compartilhamento de informações sobre esses encontros “foi inconsistente” e que o assunto “carecia de atenção dos líderes seniores”.

As notícias são divulgadas depois que o Pentágono finalmente lançou formalmente três vídeos não classificados dos “fenômenos aéreos não identificados”, revelados pela primeira vez em uma investigação de 2017 pelo  The New York Times em abril.

Ainda não está claro como o Senado inteiro votará na legislação. Tanto a Câmara dos Deputados quanto o governo Trump também teriam que estar a bordo.

“Assumindo que o relatório seja adequadamente preparado e entregue, não há como dizer quais seriam os impactos”, disse ao Politico Christopher Mellon, ex-oficial de inteligência do Pentágono . “Isso pode variar de revelar uma ameaça desconhecida ou vulnerabilidade militar, até que haja sondas visitando nosso planeta, ou qualquer outra coisa.”

Fonte: Futurismo